SALMOS 95:1-3

"Vinde, cantemos ao Senhor: cantemos com júbilo à rocha da nossa salvação. Apresentemo-nos ante a sua face com louvores e celebremo-lo com salmos. Porque o Senhor é Deus grande, e Rei grande acima de todos os deuses..."

"Orando por quem te persegue e abençoando quem te amaldiçoa!"



quarta-feira, 11 de maio de 2011

LUZ É LUZ, TREVAS SÃO TREVAS!

Leitura Bíblica: Mateus 6:22-2
A vida do peixe consiste em nadar, retirar o oxigênio da água, e viver no meio de outras criaturas e plantas aquáticas. A vida do pássaro consiste em voar, pousar sobre os telhados das casas e nos galhos das árvores, em horas de tempestades. O peixe não pode viver no ar, nem tampouco a ave viver no mar.
O crente em Cristo tem seu estilo de vida a forma que o identifica ... o local em que vive ... as coisas que faz as coisas que decide.Quando ele abre a boca, dela soam palavras de vida e não, de morte. Quando ele está para decidir entre a honra e desonra, entre a moral e o imoral, o seu desejo é a busca da honra e da moral! Quando o impasse está em ser prejudicado em prol da bênção na vida do outro, ele está pronto a ceder e a se humilhar para poder . abençoar. O crente em Cristo tem em seu caráter um fator preponderante: Pergunta a si mesmo se a decisão a tomar glorificará, ou não, o nome do Deus Altíssimo. Ora pelo inimigo, em vez de vingar-se dele. Alegra-se com a vitória do irmão, em vez de invejar os feitos que realizou. Na desgraça alheia, não se alegra, mas estende a mão para ser canal de bênção e solução.

Lembre-se: o peixe só é peixe se está na água e se tira o seu oxigênio dessa fonte ... o pássaro só subsiste vivendo do ar e a voar. O crente em Cristo só existe como tal, se viver na luz, pela luz e na suficiência da luz de Deus em sua vida.


Um comentário:

JCavalheiro disse...

Boa mensagem! Parabéns!
A Luz se manifesta nas trevas e as trevas terão de ausentar-se, de modo de que onde ela esteja seja sempre "dia", mas se a nossa luz não brilhar,quão tenebrosas serão as trevas! Fomos chamados para "brilhar".

Pr. João Q. Cavalheiro
www.aramasi.blogspot.com